Estou doente. Posso treinar ou não? - Webtreino

Estou doente. Posso treinar ou não?

Pode ser difícil deixar o treinamento de lado por causa de uma doença e, em alguns casos, talvez você até não precise. Para uma breve avaliação, aqui estão algumas perguntas que você pode se fazer quando estiver doente:

  • Minha doença piorará se eu me exercitar quando estiver doente?
  • Minha doença será prolongada se eu me exercitar quando estiver doente?
  • Vou me beneficiar do exercício quando estiver doente?
  • Posso contagiar os outros quando estiver doente?

Aqui estão algumas coisas a se considerar se você estiver tentando treinar doente.

Alta intensidade e baixa do sistema imunológico

Primeiro, é importante considerar a questão de saber se o treinamento em alta intensidade pode realmente contribuir para deixá-lo doente, suprimindo seu sistema imunológico. É verdade que eventos de alta intensidade e duração mais longa predispõem você a doenças infecciosas por um curto período de tempo. No entanto, o exercício regular também aumenta sua imunidade em relação a indivíduos sedentários. Portanto, de forma geral os exercícios têm um efeito protetor contra doenças.

Qual é o efeito do treinamento quando você já adoeceu?

Pesquisadores da Ball State University levaram um grupo de voluntários e avaliaram suas características básicas durante a realização de exercícios. Eles então os inocularam com rinovírus, o vírus responsável pelo resfriado comum, e avaliaram a gravidade dos sintomas entre aqueles que realizaram exercício versus um grupo de controle que não o fez. Os resultados mostraram que o exercício de intensidade moderada não influenciava a gravidade ou a duração de um resfriado.

Outros pesquisadores verificaram esses achados e os expandiram. Com base no conjunto de evidências até o momento, as recomendações resumidas para o treinamento enquanto doente são: para qualquer doença acima do pescoço, o exercício é geralmente considerado seguro, embora deva ser abordado com algum grau de cautela. Ou seja, os atletas devem esperar uma capacidade reduzida de desempenho e não devem tentar exercer níveis mais altos de intensidade.

Para doenças abaixo do pescoço, como pneumonia, infecções gastrointestinais ou qualquer coisa que produza febre (especificamente mononucleose infecciosa em adolescentes e adultos jovens), o exercício não é considerado seguro ou aconselhável.

Essa chamada “verificação do pescoço” é uma maneira bastante confiável de avaliar se você deve prosseguir com o treino agendado ou não.

Sou um risco para os outros?

Quanto a ser um risco para os outros, não há dúvida de que, quando você está na fase úmida de um resfriado (quando seu nariz está escorrendo e tossindo nos primeiros 3 a 4 dias de doença), você é bastante contagioso. Em outras palavras, participar de atividades em grupo provavelmente não é a melhor maneira de mostrar sua afinidade por sua equipe. Se você for se exercitar durante esse período, faça um favor a todos e faça-o sozinho. 😉

Prevenção

O melhor que podemos esperar é minimizar o risco de adoecer e, com sorte, não ficarmos doentes. Apesar do que muitos anunciantes da indústria farmacêutica gostariam que você acreditasse, realmente não há como evitar um resfriado com 100% de certeza, mas existem algumas coisas que você pode fazer para tentar diminuir as chances de ficar doente.

Primeiro, lave muito as mãos. Os resfriados são espalhados por contato mais do que por processos transportados pelo ar; assim, lavando as mãos incessantemente, você pode percorrer um longo caminho para impedir a contração de algo. Vacinas também ajudam e, em todos os casos, a consulta com um médico pode lhe ajudar nas dúvidas e caminhos para não ficar doente.

Webtreino
Webtreino
A Webtreino surgiu no ano de 2000, sendo a empresa pioneira na área de Assessoria Esportiva em Curitiba e uma das primeiras no Brasil.
Simple Share Buttons