Como aumentar sua tolerância a dor

Diversas pesquisas recentes envolvendo atletas de alta performance buscam examinar o importante vínculo entre dor e desempenho. Diante delas, cada vez mais fica claro que aqueles que são capazes de suportar a dor por mais tempo são os que acabam nas primeiras posições ao final das provas.

No entanto, a difusão dessa ideia entre os atletas amadores requer alguns cuidados, principalmente no que diz respeito aos limites do desconforto, condições de saúde e lesões. Nesse sentido, mesmo que a percepção sobre a dor seja um fator de desempenho, condições de saúde e treinamento ainda são mais importantes, mesmo que o atleta esteja buscando melhores marcas ou recordes pessoais.

Encontrar esse equilíbrio é o caminho para a melhora de performance sem ultrapassar alguns limites básicos. Portanto, tenha sempre em mente que há uma grande diferença entre dor e desconforto associados ao treinamento e provas, o que pode ser trabalhado de forma sistêmica, e as dores que antecedem lesões ou fraturas, o que deve ser sempre evitado.

Pensando nisso, elaboramos alguns pontos que tratam do aumento do limiar de dor e dicas para não extrapolar os limites.

Provas de preparação

Ao estabelecer um objetivo principal no seu calendário, procure se inscrever em provas de preparação no início ou meio da temporada de treinos. Nelas, além de promover o ritmo de competição, você também pode buscar “forçar” suas pernas e pulmões além do que costuma fazer nos treinos regulares.

Esse aprendizado é importante para que você compreenda melhor os seus limites, sempre buscando ultrapassar a linha de conforto em relação aos seus ritmos habituais.

Exercícios de alta intensidade

Treinos intervalados e de alta intensidade são ideais para quem busca aumentar a tolerância a dor. Feitos em um ambiente que enfatiza a recuperação através dos intervalos, combinada com o trabalho de velocidade ou força nos tiros, a ideia é que você respeite os ritmos estipulados pelo seu técnico, mas também tente estabelecer novos parâmetros em relação à percepção de desconforto. Nesse sentido, quanto mais “no limite” você estiver, mais você ganhará em relação ao desempenho e tolerância a dor.

Recuperação é essencial

Embora possa parecer contraintuitivo, uma boa recuperação é vital para que você aumente sua tolerância a dor. Daí a importância dos treinos regenerativos e leves. Não respeitá-los representa uma perda considerável na sua capacidade de treinar no limite quando necessário. Portanto, se você se concentrar em sofrer o tempo todo e em todos os treinos, o cansaço extremo e a falta de reservas de energia diminuirão seu limite de dor, prejudicando possíveis ganhos.

Sendo assim, se você não estiver descansado(a) o suficiente, menor a sua capacidade de suportar os treinos difíceis e mais longe você estará dos seus limites, o que não contribui para melhorias de desempenho geral.

Em suma, ao seguir um plano de treinamento inteligente, com exercícios intensos estrategicamente agendados e dias de recuperação suficientes, com o tempo você perceberá que é capaz de lidar com a dor e o desconforto muito além do que imaginava ser possível.

Webtreino
Webtreino

A Webtreino surgiu no ano de 2000, sendo a empresa pioneira na área de Assessoria Esportiva em Curitiba e uma das primeiras no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Simple Share Buttons